Imagine que comprou uma casa degradada no centro histórico de uma cidade portuguesa, com o objetivo de a reabilitar e de a arrendar a turistas (alojamento local). Como bom visionário que é, apercebeu-se de que havia cada vez mais turistas naquela cidade e que a compra da casa para arrendar a turistas era vista como uma excelente oportunidade de investimento, com expectativas de um retorno fácil. Por isso decidiu gastar umas centenas de milhar de euros na compra e reabilitação da dita casa.

O que é que aconteceu entretanto? O governo decide obrigá-lo a reservar uma parte da sua casa para arrendamento habitacional, porventura bem menos lucrativo. É desta forma que o Estado pretende incentivar o investimento?

About J.Pinto

Apaixonado pelas matérias da gestão, da fiscalidade e da contabilidade.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s