Seja qual for o assunto, sempre que se fala em sacrifícios e austeridade a culpa é da troica. Ou seja, a culpa é dos que nos emprestaram o dinheiro de que precisávamos quando mais ninguém nos emprestava. A culpa não é dos que gastaram demais e fizeram uma gestão danosa dos dinheiros públicos; a culpa vem do exterior, dos que nos emprestaram o dinheiro nos momentos de aflição.

Durante algumas décadas, os nossos políticos compraram submarinos; gastaram o nosso dinheiro em obras inúteis; fizeram obras com derrapagens orçamentais superiores a 100% e 200%; incentivaram a preguiça com o dinheiro dos que trabalham; compraram votos aumentando os impostos aos mais produtivos … tudo isto passa incólume quando o objetivo é culpar a troica pelo resgate que fomos nós a pedir.

O Pedro Marques Lopes, mais uma vez, chama atenção dos “erros flagrantes” do plano do resgate; nem uma vez culpa os nossos políticos pela situação que gerou o plano de resgate. O Pedro Marques Lopes diz que foram feitas experiências com a vida das pessoas (aquando do resgate), mas ignora que as experiências que os nossos políticos fizeram com as vidas dos portugueses tenham provocado a vinda da troica e o tal plano de resgate.

About J.Pinto

Apaixonado pelas matérias da gestão, da fiscalidade e da contabilidade.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s