Os nossos governantes têm mostrado muita preocupação com a possível penalização que a Europa pode impor a Portugal por causa de não termos conseguido conter o défice público abaixo dos 3% em 2015. Até o Presidente da República foi falar com a chanceler alemã para que tenham em conta os sacrifícios feitos pelos portugueses na sua avaliação. Se os nossos governantes concentrassem os seus esforços no equilíbrio das contas públicas, Portugal não estaria na atual situação nem necessitaria de pedinchar a não aplicação de sanções. Entretanto, por cá, não fazem o mínimo esforço para que o défice público seja eliminado o mais depressa possível.

É quase certo que Portugal não terá de pagar qualquer valor por não ter conseguido baixar o défice abaixo dos 3%. No entanto, se calhar, seria a única forma de nos emendarmos (Portugal faz parte dos países que, sistematicamente, violam a meta dos 3%).

About J.Pinto

Apaixonado pelas matérias da gestão, da fiscalidade e da contabilidade.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s