Existe uma enorme discussão ideológica sobre os efeitos relacionados com o aumento do salário mínimo nacional. Algumas pessoas e partidos consideram que o aumento do salário mínimo é benéfico para a economia, uma vez que permite aumentar o rendimento das famílias (e o aumento do rendimento das famílias levará ao aumento do consumo, que se repercutirá na maior atividade das empresas e mais emprego para as pessoas). Outras pessoas e outros partidos são mais prudentes na análise dos efeitos negativos do aumento do salário mínimo (o aumento do salário mínimo pode levar ao fecho de mais empresas e à não contratação de pessoas que teriam a sua oportunidade caso o salário mínimo não aumentasse).

Apesar de não admitirem, as duas facções têm preocupações sobre os efeitos que o aumento do salário mínimo nacional pode trazer. Elas sabem que o aumento do salário mínimo tem efeitos negativos sobre a economia. Se assim não fosse, os que defendem o aumento do salário mínimo defenderiam aumentos muito mais substantivos (se não tem efeitos negativos, porque é que não se aumenta o salário mínimo para 5000€ ou 10000€ por mês?).

Se é verdade que todos conhecem os efeitos negativos do salário mínimo, o que é que distingue as duas posições, uma vez que uns defendem o aumento e outros pedem prudência? Uns temem pelos efeitos negativos, outros defendem que aumentos pequenos não terão consequências negativas, uma vez que as empresas têm capacidade financeira para absorver os aumentos, além de que o aumento do rendimento levará a maior procura das famílias e mais atividade das empresas e por isso a maiores lucros das mesmas.

Nem uns nem os outros são seres superiores que consigam determinar com facilidade qual é capacidade financeira das empresas e qual é o limite do aumento do salário mínimo a partir do qual a economia e o emprego serão afetados negativamente. É por esse motivo que considero a produtividade o melhor indicador para avaliar as subidas do salário mínimo nacional. O salário mínimo nacional deve estar indexado à produtividade. Ou seja, o aumento do salário mínimo não deveria estar sujeito a vontades políticas, muitas vezes com objetivos meramente eleitorais, mas deveria estar associado à produtividade.

About J.Pinto

Apaixonado pelas matérias da gestão, da fiscalidade e da contabilidade.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s