Maquinistas recebem subsídio para abrir e fechar as portas

Mais um artigo que vai ao encontro do artigo que publiquei nos últimos dias sobre a remuneração dos maquinistas. Nas caixas de comentários dos artigos que noticiam as remunerações dos maquinistas, aparece sempre alguém a falar de inveja. Não tenho nada contra as remunerações dos maquinistas, desde que não sejam pagas por mim (através dos impostos) e que não se criem monopólios em que algumas dezenas ou centenas de pessoas tenham o poder de parar o país, como acontece frequentemente no sector dos transportes, para reivindicar direitos que os que lhes pagam os salários nunca tiveram nem terão.

 

 

About J.Pinto

Apaixonado pelas matérias da gestão, da fiscalidade e da contabilidade.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s