As atividades económicas não evoluem da mesma forma durante o ano. Em alguns meses, elas são produtivas, noutros meses a procura é mais baixa, pelo que os empresários têm a necessidade de ajustar os recursos humanos.  O sector do calçado é um dos sectores económicos cujo volume de produção mais oscila entre os diferentes meses do ano. Como sabemos, os sectores associados ao turismo padecem do mesmo problema: vendem bastante mais no verão do que no inverno.

A introdução do banco de horas veio permitir que estas empresas pudessem dispensar os trabalhadores nas épocas de menor produção. Os trabalhadores compensam as horas nas épocas de maior necessidade por parte das empresas. Agora que o governo se prepara para eliminar (ou dificultar) o banco de horas individual, qual será a opção tomada pelo empresário na hora de contratar mais uma pessoa? Possivelmente, não contratará. É por isso que a maioria das medidas que os políticos implementam para “defender os trabalhadores” têm um resultado exatamente contrário ao pretendido.

About J.Pinto

Apaixonado pelas matérias da gestão, da fiscalidade e da contabilidade.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s