Os dados provisórios de execução orçamental foram divulgados recentemente e apontam para um défice de 4,7% no primeiro semestre. Muita gente veio logo garantir que o défice previsto pelo governo (2,7%) não iria ser conseguido.  Eu também não sei se irá ser atingido ou não, até porque estamos em ano de eleições, mas,ao contrário que dizem jornalistas, economistas e comentadores, parece-me que é possível atingir a meta dos 2,7% ou ficar próximo dela (por volta dos 3%). Se os jornalistas, economistas e comentadores tivessem o cuidado de analisar a evolução das despesas e das receitas do Estado ao longo do ano, provavelmente teriam concluído que a meta prevista pelo governo para o défice é perfeitamente alcançável (no segundo semestre de cada ano, o défice tem melhorado sempre relativamente ao primeiro semestre). Bastaria verificar que no ano passado, no primeiro semestre, o défice foi de 6,5% e o défice no final do ano foi de 3,7%.

About J.Pinto

Apaixonado pelas matérias da gestão, da fiscalidade e da contabilidade.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s