Os sindicatos dizem que a criação de emprego depende do Governo. A criação de emprego não é função do Governo, mas uma consequência da atividade das empresas. Como sabemos, nas últimas décadas o sector da construção foi alimentado pela política do betão, tendo sido criados muitos postos de trabalho conjunturais. Não só as obras foram construídas com dinheiro emprestado (que agora estamos a pagar), como os empregos criados não estavam relacionados com as necessidades das empresas, mas com as vontades dos políticos, pelo que a duração daqueles postos de trabalho terminaria com a falta de dinheiro.

About J.Pinto

Apaixonado pelas matérias da gestão, da fiscalidade e da contabilidade.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s