“Estamos dispostos a dar início a reformas mais profundas, sem austeridade mas também sem défice.”

Não sei como é que o governo grego vai conseguir reformar sem austeridade e sem défice.  Depende sempre do que se considere austeridade e reforma.  A Grécia, tal como Portugal, tem um passado repleto de défices. Neste sentido, não acredito que o governo grego consiga governar sem défice, até porque as medidas recentemente anunciadas (e escritas no seu programa) originam mais despesa.

About J.Pinto

Apaixonado pelas matérias da gestão, da fiscalidade e da contabilidade.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s