Governo aprova caderno de encargos de venda da TAP

O Governo aprovou hoje o caderno de encargos relativo à venda da TAP. Num primeiro momento, 66% do capital da transportadora será privatizado, sendo que o restante continuará nas mãos do Estado por mais algum tempo. O caderno de encargos condiciona a gestão da TAP nos próximos anos, uma vez que há uma série de requisitos que são impostos pelo Estado ao comprador.

A TAP é uma empresa com uma dívida bastante elevada (cerca de 1000 milhões de euros) e a precisar de capital para investir em novos equipamentos. Assim sendo, já não era provável que a privatização da transportadora rendesse para o Estado muito dinheiro. Com as condições impostas é de prever que o Estado receba ainda menos pela venda da companhia aérea. Vamos ver se é desta que a TAP é mesmo privatizada – há muito que os vários governos falam na privatização da empresa.

About J.Pinto

Apaixonado pelas matérias da gestão, da fiscalidade e da contabilidade.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s