Estivadores do porto de Lisboa à beira do despedimento

Os sindicalistas e os grevistas não percebem que as greves constantes levam as empresas a procurarem alternativas para exportarem e importarem os seus produtos. Qualquer pessoa com dois dedos de testa percebe isto. Sem clientes não há empresas que resistam.

Pode ser que os grevistas dos transportes públicos percebam isto e ainda vão a tempo de evitar a falência do atual modelo de transportes.

About J.Pinto

Apaixonado pelas matérias da gestão, da fiscalidade e da contabilidade.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s