Como era de esperar, os dados divulgados hoje pelo IEFP confirmaram que o desemprego em Portugal voltou a diminuir em Portugal durante o mês de novembro. O número de desempregados baixou, não só em cadeia como em termos homólogos. Agora que até os mais pessimistas já deixaram de falar em empregos sazonais, valerá a pena olhar mais uma vez para o gráfico que representa a evolução do desemprego ao longo do ano de 2013 e a compara com a evolução do desemprego nos últimos anos.

Sem Título

Qualquer pessoa que saiba traçar e ler linhas de tendência saberia há, pelo menos, 4 ou 5 meses que a diminuição do desemprego não era resultado de meros efeitos sazonais (isto não quer dizer que a linha de tendência não possa ser quebrada, mas 4 ou 5 pontos são mais do que suficientes para aferir uma determinada tendência).

Se olharmos para o desemprego distribuído por habilitação académica, verificamos que as pessoas sem qualquer grau de instrução e as pessoas com qualificações de nível superior são os dois grupos em que o número de desempregados mais cresceu, em comparação com o mesmo período do ano anterior.

About J.Pinto

Apaixonado pelas matérias da gestão, da fiscalidade e da contabilidade.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s