Têxtil iguala exportações de 2007 com menos 2.500 empresas

A entrada da China na Organização Mundial do Comércio (em conjunto com outras transformações estruturais) foi um dos marcos que mais contribuíram para a mudança estrutural dos modelos de negócio das empresas do sector da indústria têxtil e do vestuário.

As empresas portuguesas daquele sector deixaram de poder competir pelos preços baixos e passaram a produzir produtos de elevado valor acrescentado. Não admira por isso o sector do têxtil e do vestuário consiga exportar o mesmo que exportava em 2007, sabendo que atualmente existem menos 2500 empresas do que naquele período.

About J.Pinto

Apaixonado pelas matérias da gestão, da fiscalidade e da contabilidade.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s