Bruxelas ameaça abrir investigação contra Alemanha devido a excedente externo elevado

Andamos a ser governados por um conjunto de pessoas que percebe muito pouco de economia. A economia não se equilibra à custa de regras e de imposições dos Estados.

Não são os Estados, nem sequer a União Europeia, que vão mandar em cada um dos alemães. Portugal e outros países chegaram à situação atual porque são pouco competitivos (há empresas portuguesas muito competitivas) e porque gastaram muito mais do que tinham.

“Rehn apelou à Alemanha para descer impostos, reduzir as contribuições para a Segurança Social e aumentar os gastos em infra-estruturas”. Ou seja, o comissário europeu defende que a Alemanha deve seguir o caminho que os países falidos seguiram.

About J.Pinto

Apaixonado pelas matérias da gestão, da fiscalidade e da contabilidade.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s