Os recursos são escassos. Este é um dos pressupostos da economia. Esta ciência tem como objetivo gerir da melhor forma os escassos recursos de que dispomos. Quando se tira recursos a alguns membros da sociedade para os afetar a outros, estamos a tomar opções económicas. Basta olhar para a despesa do Estado para perceber que o Estado administra grande parte dos recursos financeiros do nosso país – cerca de 50% da riqueza produzida.

Na minha opinião, o Estado tem sido um mau gestor dos nossos recursos (os resultados estão à vista), pelo que defendo a diminuição da influência do Estado nas decisões económicas. Não tenhamos dúvidas de que os particulares tomarão as opções que mais vantagens lhes trouxeram.  O Estado, pelo contrário, tendo em conta as opções tomadas anteriormente, tomará as opções que melhor satisfazerem os interesses dos Governos.

Além de tirar recursos a uma parte da sociedade para entregá-los a outros, o Estado está a limitar a liberdade individual de cada um, na medida em que está a forçar os pagantes de impostos a abdicar de uma parte significativa da sua capacidade de decisão.

Há quem considere que os Governos são constituídos por pessoas com uma capacidade de gestão estratosférica e que por isso devem ser eles a decidir o que deve ser feito com o nosso dinheiro.

About J.Pinto

Apaixonado pelas matérias da gestão, da fiscalidade e da contabilidade.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s