No outro dia, alguém me dizia que Portugal importa quase tudo o que consome, pelo que o governo deveria fazer uma campanha para incentivar as pessoas a comprar produtos nacionais.

Eu retorquia dizendo que vários governos em Portugal fizeram este tipo de campanhas e as pessoas continuam com a mesma atitude. Pedi-lhe que me mostrasse a origem das peças de roupa e calçado que trazia. Todas elas eram fabricadas no estrangeiro. Eu não estou à espera que as pessoas comprem determinado produto por ser português (são poucas as pessoas que os fazem); as empresas portuguesas têm de arranjar forma de se diferenciarem da concorrência, seja através de que fator for, para que os consumidores (portugueses e estrangeiros) prefiram as marcas portuguesas.

Também não acredito no poder persuasivo do Estado, pelo que a opção de comprar determinado produto português ou estrangeiro cabe a cada um de nós. Se as pessoas, que são crescidas e tomam decisões de livre vontade, não optam por comprar produtos portugueses, porque é que o Estado há de gastar dinheiro dos meus impostos em campanhas infrutíferas?

About J.Pinto

Apaixonado pelas matérias da gestão, da fiscalidade e da contabilidade.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s