São cada vez mais conhecidos novos casos de empresas de diversas áreas que estão a voltar a produzir em Portugal. Depois de terem deslocalizado a sua produção para países onde a mão-de-obra é muito mais barata, aqueles países voltaram a produzir em Portugal, seja através de uma nova deslocalização (agora em sentido inverso), seja através da subcontratação a empresas portuguesas.

Algumas grandes marcas continuam a subcontratar parte da sua produção em países onde a mão-de-obra é mais barata, mas subcontratam cada vez mais em Portugal os produtos de maior valor acrescentado e que permitem diferenciar-se da concorrência. A flexibilidade das empresas portuguesas, aliada a uma cultura e conhecimento forte em determinadas áreas são algumas das suas vantagens competitivas. Assim, as grandes marcas decidem produzir cada vez mais em Portugal os produtos estratégicos e diferenciadores, deslocalizando para outros países apenas os produtos mais básicos e indiferenciados.

About J.Pinto

Apaixonado pelas matérias da gestão, da fiscalidade e da contabilidade.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s