Este gráfico é eloquente. De entre os países que são analisados na seguinte tabela, Portugal apresenta-se como o país com maior nível de doutoramentos, enquanto é o país com menor percentagem de pessoas com, pelo menos, o ensino secundário. De salientar que Portugal apresenta 2,7% de doutorados (em percentagem da população típica de graduação, normalmente entre os 30 e os 34 anos), contra os 0,9% da OCDE.

Estes dados referem-se apenas à percentagem de doutorados em idade típica de graduação (frequentemente entre os 30 e os 34 anos), sendo que, no total da população, Portugal não apresenta excesso de doutorados. Aliás, o número de doutorados em Portugal continua a ser menos de metade da média da OCDE, apesar de o número de diplomados nos últimos anos ter crescido a um ritmo muito superior aos nossos parceiros.

Os mesmos estudos permitem-nos concluir que os doutorados portugueses se dedicam muito mais a atividades relacionadas, direta ou indiretamente, com o ensino, do que a atividades empresariais de iniciativa privada.

Origem das tabelas: aqui e aqui 

About J.Pinto

Apaixonado pelas matérias da gestão, da fiscalidade e da contabilidade.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s